terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Nossa Casa. Nossa Identidade

Buscamos dar significado às nossas vidas.
Através dos signos encontramos as referências que formam nossa identidade.
Design é carregado de signos, assim a escolha de marcas e objetos com design nos ajuda a entender o nosso agora.
No mundo contemporâneo, onde as estruturas não são obvias e evidentes, estar rodeado de pessoas e objetos com os quais nos identificamos, colaboram para termos uma ideia de pertencimento. A vida parece começar a ter sentido quando sabemos que fazemos parte efetivamente deste mundo.

Vivemos muito atrelados às diretrizes e determinações dos outros: os horários da escola dos filhos, do nosso trabalho, dos clientes, o trânsito, feriados, férias... parece que não temos um tempo nosso.

Aí que nossa casa ganha valor, pois esta torna-se nosso refúgio e se ela tiver nossa identidade é o lugar onde conseguiremos encontrar o nosso tempo.

Por isso arquitetura, design de interiores e decoração são tão importantes, estes lidam com o espaço sagrado onde a estética, a ética e a espiritualidade se encontram para dar significado a nossa existência e termos noção de nosso tempo de vida (sagrado no sentido de considerá-los dignos de respeito e devoção espiritual, ou que nos inspiram e os adoramos).

A contratação de um bom profissional é obrigatória, eles sabem trazer essa carga simbólica aliada às normas, custos, técnicas e planejamento para que tudo ocorra dentro do seu perfil.

A casa é sua, nela você deve ter momentos de felicidade, descanso, isolamento, encontros, comemorações, em fim tudo o que sua vida fará a memória de seus filhos e a perpetuação da história. Busque ter na sua casa aquilo que o diferencia dos outros e que proponha um ritmo de vida coerente com os moradores.

Tente conhecer a história dos objetos que você adquire, mesmo indicados ou especificados por profissionais, pergunte a eles o motivo da escolha, quem foi o autor, onde foi fabricado, que materiais utiliza. Evite a cópia malfeita, escolha produtos brasileiros também e não compre bobagens só porque são mais baratas, elas ocupam espaço e não trarão significado a sua vida, compre aquilo que se aproxima a seus conceitos.

E quando algum convidado elogiar seus objetos conte toda a história dele, você perceberá que este ficará curioso e atento, gostará de saber os motivos daquele objeto estar naquele lugar especial da sua casa.


Desta forma você estará levando esta ideia adiante: primeiro você estará contando de suas escolhas e como estas ajudam na construção de sua imagem e identidade, como você pensa e vê o mundo. E também, o que é muito comum de ocorrer, estará estimulando seu convidado a fazer o mesmo e, quem sabe, poderá encorajá-lo a mudar seu modo de viver, mudando seus objetos, a decoração da casa ou até reformando. Contando sua história através de sua casa.

Alvaro Guillermo
artigo publicado na revista Mix Decor ano 7 edição 39 Dez 2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário